Home

Perfil:

Pedro Guilherme Lemes

Engenheiro Florestal-UFV

M.Sc. em Entomologia-UFV

Doutorando Entomologia

Viçosa-MG/Franca-SP

Mail:

osenhordospasteis@hotmail.com

MSN:

setasan11@bol.com.br


Viciosa








KibeLoco


Vida de Merda


Porra, Maurício!


Arquivos do Pastel





Veja Aqui





Enfim...férias!

Enfim férias...

Depois de duas semanas "perdidas" de férias no estágio finalmente cá estou, ATOA! Sim, atoa, atoinha, de perna pro ar,

fazendo nada, vendo filmes e jogando Mario Kart sem remorço. O trabalho no estágio foi árduo, mas mesmo assim

valeu a pena. Na primeira semana participamos de um curso de capacitação para o fomento florestal, bem chatinho e

demorado...mas o importante é que aprendi alguma coisa. Aprendi como vou ficar quando ficar velho: um tarado!

Os técnicos e engenheiros que também participavam do curso num paravam um minuto de azarar a nossa amiga

Taísa, que aliás é bem gostosa. E nós estagiários num paravamos de endeusar uma engenheira do IEF, Fernandinha...

Ahhh Fernandinha...ela tinha os olhinhos de kriptonita da Lana Lang...

Passada essa semana...(Ahhhh Fernandinha...)  começou a 79ª Semana do Fazendeiro na UFV, uma semana dedicada

a realização de cursos para produtores rurais e com várias lojinhas de artesanatos, lembrancinhas, bolsas e calçados,

bijouterias e tantas outras quinquilharias que as mulheres adoram. Tivemos que trabalhar no estande do IEF, para falar

do fomento florestal para os produtores interessados, mas graças ao aquário, uma maquete de uma propriedade e um

casal de bonecos de pano, o que mais parava ali eram curiosos mirins que mal sabiam falar o próprio nome. E mulheres

então passavam longe. Do outro lado do estande havia vários vendendo bolsas, roupas e acessórios, e isso funcionava

como um íma atraindo a atenção das mulheres que sequer noticiavam a nossa ilustre presença no local. Ainda nessa

semana comecei o trabalho de fomento propriamente dito, fomos a cidade de Senador Firmino visitar algumas

propriedades e medir as áreas para plantio com o uso do GPS. Meus dois amigos que me acompanhavam no serviço

já tinham ido medir, e ficou pra mim a missão de medir a última propriedade. Erro fatal cometido por mim. O lugar 

era pior que o Abismo de Helm, uma pirambeira dos infernos, mais íngrime que uma parede, lotado de pés de

carrapixo, mais espinhos que a coroa de Cristo, se o inferno existir não difere muito daquilo que passei. No final

meu tornozelo parecia estar no limite, minha blusa tinha umas 5 arrobas de carrapixo e estava todo cortado e

arranhado pelos espinhos. Sem se esquecer da maldita abelinha que me perseguiu quando tudo parecia caminhar

bem. A desgraçada vinha e tava aquele zum zum zum no meu ouvido...e eu já todo cheio de espinhos e carrapixos

olhando o chão para não pisar em nenhuma cobra. Foi terrível...

O que é um pontinho branco no alto de um morro? Resposta: Eu.

A Volta para Casa

Sai de Viçosa na sexta na hora do almoço, sempre pegando o acento no corredor, lado direito, mais ou menos no meio do

ônibus o que corresponde a mais ou menos os números 32, 36 dos bancos, em outras palavras: o lugar mais seguro

do ônibus em caso de um catástrofe rodoviária!Cheguei a rodoviária de Belo Horizonte por volta das 18h e tive que

enfrentar uma fila quilométrica para comprar passagem, e quando chegou a minha vez vejo que havia um guichê

especial e exclusivo para a passagem que eu queria, e que inclusive se encontrava sem ninguém na fila.

Esperei o tempo passar jogando Guiter Hero no meu DS, dando a hora, fui para ônibus, e lá já noticiei a presença dos

seres que mais atrapalham uma viagem de ônibus: crianças pequenas. Que que é aquilo...parecia que num tinha

fim...dentro do ônibus tinham mais crianças do que dentro de uma van escolar que vai ao colégio todos os dias!

Felizmente essas quietaram e não deram trabalho na viagem toda. Porém quem deu trabalho foi o ônibus por si

só...era da Viação Capim-Balança. O capim balançava na estrada e ele encostava...parava demais!

Porém, às 04h da madrugada de sexta para sábado pisei nesta terra amada chamada Franca, para

mais uma vez prestigiar e comemorar o dia mais importante do ano. Sim, o dia 19 de julho. Dia esse que poderia

passar despercebido por ser apenas o Dia Mundial do Futebol, ou ainda por ser o dia que morreu quem parecia

ser imortal, Dercy Gonçalves.Mas sempre será lembrado por ser o dia em que em uma cidadezinha do interior

de São Paulo nasceu um garoto especial. Sim, estou falando de mim. Nada mais justo,afinal se eu não falar assim

nunca ninguém falará. Mas deixemos de falar de mim e vamos falar da Dercy, o véinha fiada puta essa. Tão

desgramada que num morreu de velhice, morreu foi de pneumonia, doença que mata até jovens. Mas já tava na hora

dela ir, já tava fazendo hora extra aqui. Dizem que ela que inventou a agricultura e descobriu o fogo.

Há quem diz também que ela só não saiu no quadro "A Última Ceia" de DaVinci porque estava buscando mais comida para 

os apóstolos.

Mas se vc reparar bem ela está lá no fundo sorrindo debruçada na janela.

 

Depois conto mais! ;D


Escrito por Senhor dos Pastéis às 21h15 [ ] [ envie esta mensagem ]




[ Veja o que passou aqui ]